jusbrasil.com.br
18 de Dezembro de 2018
    Adicione tópicos

    Homem condenado a prisão por deixar furão morrer de calor

    Dean Rigley, de 32 anos, foi condenado a seis semanas de prisão por ter deixado um furão durante várias horas trancado no seu carro. O animal não tinha água, comida nem ar fresco e acabou por morrer naquele que, segundo o Metro, foi um dos dia mais quentes do ano passado.

    O caso ocorreu em Nottinghamshire, em Inglaterra, no dia 20 de julho, e o animal só foi encontrado no dia seguinte dentro do carro, sendo que permaneceu toda a noite no local.

    O homem já tinha estado detido por outro crime, mas acabou por assumir que causou um sofrimento desnecessário ao animal. Segundo o responsável da polícia local, o furão tinha sangue seco, um dos sinais apresentados pelo veterinário como hipertermia devido ao aquecimento, a causa da morte.

    Questionado pelas autoridades, Rigley afirmou ainda que tinha o animal há menos de 24 horas e que este lhe havia sido um presente.

    *Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

    Fonte: Notícias ao Minuto

    Comments

    comments

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)