jusbrasil.com.br
21 de Janeiro de 2018
    Adicione tópicos

    Vereador de Barueri (SP) pede que município tenha rodeio e cria discussões na Câmara

    Após criar muita polêmica na Câmara Municipal de Santana de Parnaíba, o assunto rodeio chegou também à Câmara de Barueri.

    O debate teve início quando o vereador Jô (PV) fez uma petição durante o espaço de explicações pessoais. O parlamentar pediu o apoio de seus pares para a implementação de um rodeio na cidade.

    Jô abriu sua fala explicando que a ideia é de um amigo dele que pretende realizar o evento em Barueri. Porém, o vereador Bidu (SDD) pretende entrar com um projeto que proíbe a realização de rodeios no município. A história é até parecida com a questão vista em Parnaíba, onde uma lei que proíbe rodeios na cidade está em tramitação pela Câmara do Município, mas ainda não foi votada.

    A justificativa de Jô para o pedido do evento é que ele trará entretenimento a população barueriense. “Trazer para essa cidade um momento especial, um momento de lazer, onde o público pode presenciar alguns artistas, alguns cantores, que virão para a nossa cidade fazer um show”, explicou o vereador. “Eu já falei até com o prefeito e ele disse ‘Jô não sou a favor e não sou contra. Só não poderei ajudar com benefícios que a prefeitura poderia fazer, porque não é um evento público. Mas quem está fazendo o evento que corra atrás de som, palco, banheiros químicos, segurança, pois tenho certeza que dará certo’”, completou.

    O pedido teve reflexo instantâneo na sessão. A primeira a se pronunciar foi a vereadora Maria Evangelista (DEM), que apoiou o pedido corroborando com a ideia de que Barueri precisa de opções de entretenimento e ainda, que se outras cidades tinham rodeio e eram conhecidas por isso, Barueri poderia fazer o mesmo.

    “Eu acho que aqui nós não temos quase nenhum lazer e o rodeio é um evento que só traz alegria. O senhor tem o meu apoio, pois em Barueri está faltando entretenimento. Então eu estou com o senhor e com quem quer trazer a atração”, defendeu a vereadora.

    Mais diplomático, o vereador Dr. Junior Munhoz (PRP), defendeu o debate sobre o tema para saber quais são os benefícios de cada um dos pontos de vista. “Vamos discutir para ver o que a sociedade pensa e espera da gente”, analisou Munhoz.

    O vereador Kaskata (PSB) também defendeu a discussão do assunto na Câmara, porém, salientou que prefere que a população tenha entretenimento sem utilizar animais.

    O vereador Bidu pediu a palavra para defender seu ponto de vista. “Em 2006 eu lancei o projeto para proibição do rodeio nesta casa, mas não passou. Quando se fala que Barueri não tem lazer eu discordo. E lazer não é rodeio, porque isso não é a cara de Barueri. Pode ser a cara de outras cidades que tem esse tipo de tradição. Eu acho que é um desaforo o que se faz no rodeio. Já foi discutido aqui, está sendo discutido em Santana de Parnaíba e em Osasco e em São Paulo é proibido. Agora, se Barueri acha que precisa ter rodeio para ter lazer, para judiar de bicho, eu sou contrário”, afirmou Bidu, que ainda citou o fato do vereador Jô fazer parte do Partido Verde e ser favorável ao rodeio.

    Finalizando, o vereador Bidu ainda expôs que pretende colocar sua proposta para a proibição dos rodeios no município para a sessão do dia 18 de novembro. E defendeu que se tragam shows para a cidade sem a necessidade de rodeio.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)