jusbrasil.com.br
23 de Março de 2019

Paraguai busca assegurar a preservação das últimas onças-pintadas

A Comissão do Meio Ambiente paraguaia apresentará em breve um projeto de lei sobre a conservação do maior felino das Américas e o terceiro maior do mundo: a onça-pintada (Panthera onca), em particular dos últimos animais encontrados no Chaco paraguaio.

A fim de obter atualizações sobre o estado dos animais, alguns funcionários do governo se dirigiram para a área Moro Faro, 80 milhas ao norte da Filadélfia no Departamento de Boquerón, onde visitaram uma reserva natural de cerca de 40.000 hectares habitada principalmente pelo onças-pintada.

O gerente da reserva, Rocky McBride, afirmou que na reserva Farol do Norte principalmente as onças-pintada são protegidas, já que está no topo da cadeia alimentar da fauna no Chaco paraguaio e se encontra em perigo extremo de extinção.

"McBride é um especialista na área do monitoramento através de colares de satélite para onças-pintadas no Paraguai. Além desta espécie, na reserva habitam o puma e diversos outros felinos”, disse Wiens, funcionário do governo.

O legislador do Comissão informou que está elaborando um projeto de lei para preservar as onças-pintadas, já que no Paraguai calcula-se que não há mais do que 300 indivíduos do felino, informou o ele. Além disso, Wiens destacou os efeitos benéficos das recentes chuvas no Chaco."A chuva, a água, é vida. O Chaco aproveitou os benefícios da água, pois recebeu mais de uma semana de chuva abundante. Imediatamente as folhas verdes vêm à vida, juntamente com os mosquitos que se tornam abundantes. A diferença para este período mostra que mais de 200 milímetros de chuva deixaram o seu impacto positivo”, disse ele.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)